Qual a diferença entre atribuição de tarefas e vinculação de etiquetas?

Versão: 21.2.0-0 | Publicação: 19/10/2021

O sistema LEGALi possui duas funcionalidades distintas que podem ser fonte de dúvidas a respeito das suas diferenças: a Atribuição de tarefas e a Vinculação de etiquetas. Neste artigo, vamos explorar as diferenças e semelhanças entre elas, que permitem associar as atividades diárias às tarefas que devem ser realizadas ou aos processos que devem ser acompanhados via sistema.

A atribuição de tarefas (1) é uma funcionalidade disponibilizada a partir da versão 21.2.0-0 e encontra-se na primeira seção do card, logo abaixo da indicação da fila de trabalho (2) e à esquerda da próxima tarefa (3) que deve ser executada no processo.

01atribucion-tareas.png

Cada card disponível no painel de tarefas representa um processo e este pode ter uma ou mais tarefas pendentes de serem realizadas e para as quais você pode se atribuir ou ser atribuído.

Já as etiquetas ficam visíveis na parte central do card e a sua vinculação possibilita associar etiquetas aos processos e, desde que não desvinculada dele, permite rastreá-lo e localizá-lo de maneira rápida e prática.

02etiquetas.png

Com isto, podemos dizer que a atribuição de tarefas diz respeito, como o nome sugere, às tarefas que devem ser executadas para dar andamento ao fluxo processual; e a vinculação de etiquetas diz respeito ao acompanhamento do processo. Então, de maneira prática, as etiquetas são atribuídas aos processos e podem ser pensadas do ponto de vista macro; e as tarefas, do ponto de vista do micro, visto que são atribuídas a quem de fato deve realizá-las, indicando aos demais usuários o responsável por ela.

Outro ponto importante de divergência entre as duas é que etiquetas precisam ser manualmente criadas. O sistema disponibiliza o painel lateral esquerdo para criação, consulta, edição e exclusão das etiquetas e é o próprio usuário quem define e determina os critérios mais pertinentes para cada uma, podendo, ainda, ser automaticamente vinculada a um processo, conforme seleção dos filtros no momento do cadastro.

03panel-etiquetas.png

Já para a atribuição de tarefas, diferente das etiquetas, não existe um painel no qual seja possível consultar para quais tarefas existe ou não um usuário atribuído ou para quais tarefas um determinado usuário foi atribuído.

No entanto, a consulta de processos disponibiliza o filtro Atribución, a partir do qual é possível consultar para quais tarefas um determinado usuário está atribuído ou, ainda, pesquisar por processos cujas tarefas não estejam atribuídas a nenhum usuário. . Além disso, a informação sobre o nome dos usuários atribuídos se encontra no próprio card do processo.

04b_squeda-procesos.png

Outro ponto importante em relação à atribuição é que um processo pode ter mais de uma tarefa pendente de ser realizada, e para cada uma é possível designar um usuário específico para executá-la.

05proceso-agrupado.png

Ao executar e concluir uma tarefa, o processo segue seu fluxo e novas tarefas entrarão para a fila, para as quais novamente será possível lhes designar um usuário para executá-las.

No que diz respeito às etiquetas, um card pode ser associado a uma ou mais etiquetas, não há limite e ela somente deixará de estar atribuída a um processo se ela for manualmente desvinculada ou, no caso das etiquetas automáticas, se seus atributos deixarem de corresponder aos dados do processo.

06cantidad-etiquetas.png

A visualização das atividades depende das permissões habilitadas para cada perfil, ou seja, para visualizar as tarefas nos cards, é preciso que o perfil do usuário esteja vinculado ao tipo de tarefa e que tenha permissões relacionadas ao seu tipo de lotação.

Já as etiquetas ficam visíveis para todos os usuários da lotação; porém, primeiramente, é necessário cadastrá-las para que, então, possam ser atribuídas aos processos. Os nomes que cada etiqueta recebe fica a critério de quem a cria, portanto é possível utilizá-las da maneira que for mais pertinente para a lotação.

Em relação às semelhanças existente entre etiquetas e atribuição de tarefas, pode-se dizer que as duas funcionalidades possibilitam vincular informações do sistema com o objetivo de facilitar a localização e a tramitação processual de maneira fácil e organizada.

Saiba mais

Pronto! Agora que você já conhece as diferenças e semelhanças entre a atribuição de tarefas e a vinculação de etiquetas, utilize-as para organizar suas atividades e dar celeridade ao andamento do fluxo processual de acordo com as suas necessidades.

Créditos - Equipe SAJ Tribunais
Autoria: Alexandre Golin Krammes
Adequação e revisão: Josiele Rozales Ramis

Esse artigo foi útil?

Esta plataforma não é destinada à solicitação de suporte ou a informações sobre andamento de processos.
Solicitações de suporte devem ser encaminhadas à Softplan por meio dos canais oficiais.
Informações sobre andamento de processos devem ser encaminhadas a instituição ou responsáveis.